Dez coisas que toda mulher precisa saber sobre sexo

sexo

O título desse texto já dá um indício sobre o que todas precisam ter em mente quando o assunto é sexo: não tem como fugir (ainda bem!), é para sempre. Para que a prática seja ainda mais agradável e prazerosa, listamos alguns aspectos que vão tornar o rala e rola ainda melhor.

Não sou obrigada: sexo tem que ser algo bom para todos os envolvidos. Por mais que você goste do parceiro, não precisa fazer aquilo que não gosta para agradá-lo. Se ele não aceitar, fique atenta. Você merece alguém que respeite seus motivos.

Só prazer: toda mulher merece gozar. Nem sempre é possível, mas perceber esforço do parceiro para que você alcance o orgasmo é fundamental. Nada de egoísmo na cama, viu?

Lado B: sexo anal pode render muitos momentos de prazer a dois. Liberte-se de medos e receios e faça a proposta ao seu parceiro. Vocês poderão se surpreender com o resultado.

Boca a boca: sexo oral é um direito dele e seu também! Sexo é entrega e troca. Capriche nos carinhos com o bonitão, mas esteja convicta de que você também quer se divertir e ver ele cair de boca!

Eu e eu mesma: masturbação também faz parte do sexo. Conhecer o próprio corpo e saber se divertir sozinha só vão trazer benefícios à relação sexual. Não dê bola para as visões ultrapassadas e limitações impostas às mulheres. Os tempos são outros.

Playground: brinquedinhos eróticos são muito bem-vindos na hora H. Seja a dois ou sozinha, faça bom uso de tudo aquilo que tem direito. Não há nada de errado em encontrar alternativas para sentir ainda mais prazer.

Diferente: sexo não precisa ser a mesma coisa todos os dias, muito menos nos mesmos lugares. As mulheres, aliás, podem sugerir e, até mesmo, surpreender. Um lugar diferente dentro de casa, um quarto de motel ou aquela lingerie fabulosa podem apimentar ainda mais o momento.

Na ponta da língua: falar sobre as vontades e dificuldades que têm no sexo é algo fundamental para a boa saúde do relacionamento. Não tenha vergonha ao deixar claro aquilo que lhe faz (ou não) feliz.

Com ou sem amor: acha interessante o sexo casual, mas não tem coragem de experimentar? Bobagem! A prática deixou, há muito, de ser privilégio apenas dos homens. Permita-se experimentar para perceber que ele pode ser tão bom quanto aquele que envolve sentimento.

Take care: visitar o ginecologista, frequentemente, é uma forma de garantir a sua saúde e a do parceiro. Com o profissional, aliás, algumas mulheres se sentem mais à vontade para esclarecer dúvidas que possam auxiliar na satisfação sexual.

 

Deixe uma resposta